• (11) 3078-8750 (11) 3078-4611
  • Rua Prof Carlos De Carvalho, 175 - Itaim Bibi
  • Horário de atendimento: Segunda - feira à Sexta - feira - 08:00 às 20:00

DMRI: a principal a causa de perda de visão entre os idosos

As pessoas acima dos 50 anos estão mais suscetíveis a desenvolverem algumas doenças devido à idade, e a DMRI infelizmente é uma delas. Ela é a principal causa de perda visual irreversível em pessoas acima dos 50 anos de idade. Possivelmente, você conhece alguém ou tem um familiar com este problema. Mas o que é a DMRI? A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é uma das doenças que acometem a mácula - que é a parte central da retina, que utilizamos para focar objetos, assistir televisão, ler e reconhecer fisionomias. Os principais fatores de risco para o desenvolvimento desta doença são: idade, tabagismo, etnia (é mais comum em pessoas de pele bem clara e menos comuns em negros) e histórico familiar (ela possui um componente genético bem estabelecido).




Por esse motivo, a adoção de um estilo de vida mais saudável é importante para se prevenir a DMRI. Dessa forma, é possível diminuir seu avanço ou até mesmo evitar a doença. As fases iniciais e intermediárias dessa doença são em grande parte assintomáticas. Por isso que é importante realizar exames regulares com um médico oftalmologista. Só através do exame que o médico pode constatar ou não a presença de drusas, que são um dos primeiros sinais da doença.

Tanto no período inicial quanto no intermediário, é possível identificar o aparecimento de drusas no fundo do olho, mas ambos apresentam poucos sintomas. O que pode ocorrer é a perda do contraste, dificultando a leitura de letras muito claras, a identificação de cores parecidas ou então dificuldade na adaptação claro-escuro. Na DMRI avançada, ocorre perda da visão por dano à mácula.

Para evitar que este problema apareça, mantenha uma regularidade na consulta com o oftalmologista. Quanto mais cedo for identificável, maiores são as chances de garantir mais longevidade à sua visão.